Barreado - prato típico

................................................................................................................................................
ademia


. . .O Barreado, prato típico paranaense, tem sua origem nos sítios dos pescadores do
litoral, sabendo-se que em Paranaguá, Guaraqueçaba, Antonina, Morretes e Guaratuba é preparado há mais ou menos três séculos.

. . .Mais tarde, este prato passou a ser consumido pelo caboclo, sobretudo no carnaval. O nome do prato originou-se da expressão “barrear” a panela com um pirão de cinza ou farinha de mandioca para vedar o vapor em seu interior.

. . .Compõe o prato: carne, toucinho e temperos, sendo um dos mais saborosos do Brasil. Sua origem perde-se no tempo, sendo preparado há mais de 200 anos no litoral paranaense.

. . .Contavam os antigos que os primeiros filhos de índias com portugueses (mamelucos e depois caboclos), quando vinham a Vila trazer os produtos da lavoura de seus patrões, aí ficavam para almoçar, comendo na cozinha; ao provar o "guisado" comum feito em casa, gostaram tanto que resolveram preparar esse prato no sítio em que viviam; de acordo com suas posses. Compravam então a carne de peito (a mais barata) e cozinhavam com toucinho e todos os temperos que conheciam; isso por várias horas, a fim de amolecer bem a carne. Porém, como o cozido secava depressa, devido o vapor que saia, tamparam a panela e passaram uma massa feita de farinha de mandioca com água ao redor, para não mais escapar o vapor. Deu certo a idéia que tiveram.

. . .Todavia, só faziam esse cozido pelo Carnaval, porquanto, durante o ano comiam apenas peixe com farinha, como faziam seus antepassados. É que, nessa época, a carne de gado era muito cara para eles.

. . . Como gostavam de dançar o "fandango" nos quatro dias de Carnaval, preparavam o tal "guisado' para comer durante essas quatro noites, tomando sempre a sua "caninha".

. . .Esse hábito tornou-se tradicional através dos anos. Por fim, veio para a VILA, mas com o nome de "barreado"; assim chamado porque barreavam a panela de barro com a tal massa de farinha com água fria. Como certas famílias austeras e cheias de preconceitos não queriam que seus filhos se contaminassem com os folguedos carnavalescos, que julgavam imorais, iam sempre passar esses dias momescos nos "sítios" onde tinham suas casas e plantações cuidadas pelos caboclos, seus empregados; ali ficando, às vezes, uma semana.

. . .Não tendo o que fazer no sítio, saiam visitar as famílias caboclas nos seus humildes casebres. Quiseram então provar o "guisada" cozido em panela de barro, tampada e barreada. Gostaram muito; convencendo-se que, de fato, a comida assim preparada, tornava-se mais gostosa. Ao voltar à VILA, as donas de casa resolveram fazer o mesmo com o guisado caboclo; preparando-o da mesma forma e achando interessante a idéia do praieiro em barrear a panela e dar o nome de "barreado" à comida assim feita. A imitação é própria da criatura humana. Daí o fazerem também só pelo Carnaval, a exemplo dos pescadores.

. . .A "receita" do "barreado" logo se espalhou por toda a VILA e aos demais vilarejos do litoral. E assim correram mansamente 200 anos. Essa é a "VERSÃO" dos nossos ancestrais. Como a panela era de barro, costumavam dizer (imitando o nosso caboclo): Vamos "barrear" a pane a, para não sair o vapor nem o cheiro das temperos. Assim sendo, está certo o apelido “BARREADO” feito na panela de barro, barreada com a massa de farinha de mandioca com água fria. . Pode-se então dizer que, o "BARREADO", pela forma com que é feito, torna-se o verdadeiro "precursor", da "panela de pressão"!

Receita do Barreado

Ingredientes (Para 15 pessoas)

5 kg de lombo agulha, limpo de gordura e cortados em quadrados de cubos de aproximadamente 3x3 cm;
½ kg de toucinho defumado picados em pedaços bem pequenos;
3 cebolas grandes picadas;
3 dentes de alho amassados;
1 colher de sopa rasa de cominho em pó;
1 colher de chá de pimenta do reino;
sal a gosto (aproximadamente 3 colheres de sopa).

Modo de preparo

Colocar a carne em uma vasilha grande, depois coloca-se o restante dos ingredientes sobre ela. Misturar bem todos os ingredientes (com a mão) e deixar descansar por mais de 2 horas. Após o tempo sugerido, colocar tudo dentro de uma panela de barro de 15 litros (nunca usar panela de metal ou pressão). Em seguida colocar água suficiente para cobrir a carne e tampar a panela.

Como fechar a panela

Prepara-se com água fria e farinha de mandioca natural (que não tenha sido retirada a goma, pode-se encontra-lá no litoral do Paraná), uma massa com consistência que não seja nem dura nem mole, que se possa modelar.

Com a tampa já na panela, tapa-se toda a beirada da tampa por onde o vapor d’água sai. O envoltório de massa de farinha de mandiocadeve Ter no mínimo 3 cm de espessura e uns 7 a 10 cm de largura.

Como cozinhar

Cozinhar em fogo lento aproximadamente durante 12h, de preferência na véspera ou 1 dia antes, podendo ser esquentado na hora de servir.

Como servir

Coloca-se 2 ou mais colheres de farinha de mandioca no prato, e com uma concha retira-se da panela um pouco do caldo fervente e mistura-se com a farinha fazendo um pirão escaldado. A seguir, acrescenta-se porções de carne sobre o pirão.

Acompanhamento: Banana, laranja e arroz e cachaça pura, caso aprecie.

Fonte: www.fumtur.com.br

 


História
Dados Gerais
Prefeitura e Secretarias
Turismo
Vultos Parnanguaras
Barreado - prato tipico
 
Academia/Esporte
Advogados
Agentes Marítimos
Aluguel de Automóveis
Animais
Auto Escola
Automóveis/Oficinas
Baladas
Bancos
Beleza & Estética
Chaveiros
Clínicas Médicas
Construção/Reforma
Contabilidade
Despachantes Aduaneiros
Despachantes Automóveis
Despachantes Náuticos
Distribuidoras de Água e Gás
Farmácias
Festas/Eventos
Hotéis/Pousadas
Imobiliárias
Instituições de Ensino
Informática
Jóias e Relógios
Lan House
Marinas e Iates Clubes
Médicos
Móveis planejados
Refrigeração
Restaurante/Pizzaria
Telefonia
Transporte Rodov. / Cargas
Vídeolocadora
Vídraçarias
Shopping Paranaguá
 
Ônibus intermunicipal
Horários de Barcos
Leis Municipais
Hospitais
IPTU 2017 - imprimir carnê
Licitações - Prefeitura
Pontos de Táxi
Postos de Saúde
Telefones úteis
Tirar documentos pessoais
 
Prefeitura
Capitania dos Portos
Avisos de mau tempo
Tábua das Marés
Porto (APPA)
Paranaguá Pilots
Iate Clube
OGMO-PR
Associação Comercial
Procon
Detran
Preço de combustíveis
Conheça o Porto
Viação Graciosa
Guia Curitiba
Guia Guaratuba
Guia de Imobiliárias

Assine nossa Newsletter
Fique por dentro das novidades do Guia Paranaguá

*Email:
Nome:
Cidade:
 
Publicidade

 


Guia Paranaguá - Paranaguá está a um click

Documento sem título


Esta página lhe foi útil? Compartilhe com seus amigos!

Publicidade--------------------------------------






Pe Pet, sua nova opção de Pet Shop
Jardim Samambaia - Paranaguá
Tudo para cães e gatos


 


Afiliados Cursos 24 Horas - Ganhe Dinheiro com seu Site
Sistema de Afiliados - Cursos 24 Horas

250_250_Telefonia
__________________________
Vento Sul Náutica - Despachante Náutico

Vento Sul Náutica - Legalização de documentos de embarcações